Arquivar junho 2019

3 Remédios Probióticos Para Melhorar a Digestão

Nossa dieta deve incluir alimentos diários que favoreçam uma microbiota intestinal saudável. Nesse sentido, existem remédios com probióticos, isto é, ricos em microrganismos vivos que melhoram nosso sistema digestivo e nossa saúde em geral.

Neste artigo, compartilhamos 3 remédios com probióticos que ajudarão você a melhorar sua digestão. São alimentos que requerem diferentes processos de fermentação, por isso lhes dizemos como fazê-los passo a passo.

O que são probióticos?

Os alimentos probióticos são aqueles que são formados por microrganismos vivos e que, quando consumidos, permanecem ativos em nosso intestino, favorecendo a microbiota . Desta forma, são essenciais para uma boa digestão, mas também para a saúde em geral.

Se quisermos consumir remédios com probióticos, devemos ir a alimentos fermentados . E a melhor opção é fazê-las em casa, já que algumas das comercializadas foram submetidas a processos como a pasteurização. Isso faria com que os probióticos fossem eliminados da comida.

Abaixo, propomos alguns dos remédios probióticos mais populares e benéficos. Além disso, existem para todos os gostos, com base em produtos lácteos, frutas e legumes. Continue lendo!

Leia também: Chegou ao brasil o Flex Caps, o novo suplemento natural para combater osteoporose, artrite, artrose e várias outras doenças.

Remédios com probióticos

1. Kefir

O iogurte , um alimento tão popular em todo o mundo, contém probióticos naturalmente, porque ele é produzido por um processo de fermentação . No entanto, quando é pasteurizado, perde as bactérias benéficas.

Portanto, se não podemos escolher o iogurte natural, podemos recorrer ao kefir . Este leite é feito caseiro graças a um coalho bacteriano que se alimenta de lactose. Nós só precisamos adicionar um pouco desses nódulos de kefir que, com o tempo, irão crescer na bebida.

Ingredientes

  • 1 xícara de leite fresco (250 ml)
  • 2 colheres de sopa de nódulos de kefir (20 g)

Elaboração

  • Para começar, introduza o leite morno junto com o kefir em um recipiente de vidro. Deve haver um espaço livre de pelo menos dois dedos, ou também podemos cobrir o recipiente com um pano para respirar.
  • Deixar então fermentar à temperatura ambiente durante cerca de 24 horas. Quanto mais tempo, mais ácido e grosso será.
  • Após este tempo, coe a bebida e repita o processo com os nódulos. Podemos adoçar com mel ou açúcar mascavo. 

2. Remédios com probióticos: bebida de casca de abacaxi

Se você gosta de abacaxi você deve saber que você também pode tirar proveito de sua casca para um dos mais deliciosos remédios probióticos. Podemos colocá-lo para fermentar com açúcar e obter uma bebida refrescante muito saudável. 

Em alguns países, existem receitas com esta fruta para fazer bebidas alcoólicas e outras variantes. Em seguida, propomos uma versão para a qual vamos usar principalmente a casca, muito rica em enzimas.

Ingredientes

  • 1 abacaxi grande ou 2 abacaxi médio
  • 1 xícara de açúcar (200 g)
  • 4 xícaras de água (1 l)

Elaboração

  • Primeiro, lave bem o abacaxi e descasque-o.
  • Em seguida, introduza em uma tigela de vidro junto com o açúcar e a água.
  • Feche bem a garrafa, embora devamos abri-la duas vezes por dia.
  • Depois, deixe fermentar entre 4 e 7 dias. A partir do quarto dia, podemos tentar. Se ainda for doce, podemos deixar fermentar mais, se quisermos.
  • Finalmente, coe a bebida e, se desejar, adoeça para beber.
  • Recomenda-se beber frio. 

3. Chucrute: um remédio clássico com probióticos

Finalmente, você não pode perder uma das mais famosas comidas fermentadas da Europa Central, chucrute ou repolho fermentado. Com essa técnica, era garantido que as pessoas pudessem comer vegetais durante todo o ano, quando não havia outra maneira de preservá-las.

Ingredientes

  • 1 repolho grande e muito fresco
  • 1 colher de sopa de sal (15 g) por quilo de repolho

Elaboração

  • Para começar, lave o repolho e remova qualquer folha que não esteja em boas condições.
  • Em seguida, corte tudo em tiras muito finas.
  • Então, no recipiente de vidro que é grande o suficiente, vamos gradualmente introduzir o repolho e o sal em camadas. Além disso, vamos esmagar tudo dentro do frasco para que o repolho libere o suco e para que não haja espaços aéreos.
  • Deve haver algum espaço livre na panela e o suco do repolho deve cobrir a mistura. Isso deve ser verificado à medida que os dias passam para esmagar o repolho, se necessário.
  • O chucrute estará pronto em um ou dois meses e tanto o repolho quanto o suco serão ricos em probióticos.

Você se atreve a tentar esses remédios com probióticos? Seu sabor é intenso e delicioso, e seu consumo diário ajudará você a ter a microbiota em perfeitas condições, uma garantia de boa saúde.

Tudo Sobre Impotência Masculina

O que é impotência ou disfunção erétil?

É a incapacidade de obter ou manter a ereção do pênis com rigidez necessária para uma relação sexual satisfatória para ambos os parceiros.

Esta incapacidade deve ocorrer com uma frequência de pelo menos 50% das tentativas. Episódios isolados de incapacidade ou “falhas” não caracterizam a impotência.

Como diagnosticar?

 

Falhas eventuais ocorrem a qualquer homem pelo menos uma vez na vida. Mas quando é frequente, lembre-se que a causa pode ser um problema circulatório que impede a irrigação do pênis e que pode oferecer outros fatores de risco à sua saúde.

Procure um profissional da área (urologista), que através das suas informações e exames poderá lhe dar um diagnóstico preciso.

Quais são as causas?

As causas são bem variadas e podem ser físicas e orgânicas (85% dos casos):

  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Uso abusivo de álcool
  • Tabagismo (fumo)
  • Uso de drogas
  • Distúrbios hormonais (queda de testosterona por exemplo)
  • Doenças neurológicas (mal de Parkinson por exemplo)
  • Doenças vasculares
  • Obesidade
  • Consumo prolongado de alguns medicamentos
  • Fibrose dos corpos cavernosos (mais raro)
  • Psicológicas ou emocionais:
  • Traumas (histórico de abuso sexual, acidente, morte familiar, falência etc.)
  • Fracasso sexual. (Episódio isolado)
  • Autoestima baixa (muitas vezes baseadas em padrões estéticos exagerados)
  • Conflitos amorosos (relacionamentos conturbados).

Tem tratamento?

A medicina avançou bastante nesta área. Especialistas arriscam em afirmar que só sofre com a disfunção erétil quem quiser.

Qualquer tratamento deve ser indicado pelo médico.

  • Medicamentos orais

Geralmente esta é a primeira opção usada pelos médicos. Os medicamentos orais como o Tittanus melhoram o fluxo do sangue facilitando a irrigação do pênis propiciando a ereção. Devem ser ingeridos antes da relação (em média 2 horas) e variam quanto ao seu tempo de ação.

  • Injeção intra-cavernosa

Esta opção é indicada quando os medicamentos orais não surtem efeito. A medicação é injeta diretamente no pênis, estimulando a circulação rapidamente. O tempo de duração varia de acordo com a dose.

  • Prótese peniana maleável

Este é um tratamento mais complexo pois requer intervenção cirúrgica. A maleável é a mais simples e tem um custo considerado baixo. É introduzido uma haste metálica (envolvida em silicone) no pênis que lhe oferece uma ereção rígida 100% do tempo.

  • Prótese peniana inflável

Neste caso é introduzido cilindros no pênis que se ligam a uma “bombinha” com líquido (que simula o sangue). Esta prótese é acionada no momento que o paciente deseja a ereção e o pênis retorna ao estado flácido quando pressionado para baixo.

  • Terapia

Quando a causa for psicológica, certamente seu médico vai lhe encaminhar para um terapeuta, como você pode ver no vídeo abaixo: