Category Saúde Masculina

Alimentos que podem causar impotência

Chegou até aqui porque quer saber quais alimentos são inimigos de uma noite quente a dois, não é mesmo? Então, veio ao lugar certo! Confira quais são e fuja deles!

Geralmente quando o assunto é jantar e sexo, se fala naqueles alimentos que não podem faltar para dar uma apimentada na noite a dois, não é mesmo? Por outro lado, pouco se fala sobre aqueles alimentos que deveriam ser proibidos entre os casais, pelo menos, durante os encontros amorosos.

Pensando nisso, resolvemos preparar esse artigo, com os alimentos proibidos para casais que não queiram arruinar a noite. Pois é, acredite, eles existem, e se consumidos, podem diminuir a libido e a potência, principalmente a masculina.

Antes de mais nada, vale saber que toda comida, em excesso, pode arrasar a noitada, provocando sonolência e deixando o corpo relaxado demais, por isso, muita calma nessa hora quando o assunto é jantar a dois.

Alimentos proibidos

Álcool

Bebidas alcoólicas podem até ajudar a desinibir mas, em excesso, é uma grande inimiga da ereção, e isso porque causa desidratação, reduzindo o volume de sangue (responsável pela ereção), além de aumentar os níveis do hormônio responsável pela disfunção, a angiotensina.

E mais, beber muito e frequentemente, pode reduzir os níveis de testosterona no corpo e começar a inibir cada vez mais a sua produção!

Dentre as bebidas, a cerveja ganha um certo destaque, e isso porque contém lúpulo, que atrapalha o equilíbrio dos hormônios, pois é altamente estrogênio, e o estrogênio é o hormônio predominantemente feminino. Ou seja, pode atrapalhar e reduzir proporcionalmente à produção de testosterona no corpo do homem, e a baixa de testosterona acaba com a libido!

Mas se você é um daqueles que não abre m ão de uma bebida quando sai, então é bom sempre andar com V8 Bigsize no bolso, caso você venha a beber e for rolar algo depois com sua companheira, ele sempre pode ajudar.

Feijão

O feijão não é de fácil digestão, deixando o metabolismo mais lento, além de causar inchaço e, muitas vezes, até flatulência (que acaba com qualquer noitada).

Por isso, a dica é evitar feijão, pelo menos, antes ou durante um encontro a dois.

Menta, hortelã e tofu

Acredite, a menta, ou hortelã, e o tofu, podem reduzir, drasticamente,  os níveis de testosterona e, assim, fazer com que falhe bem na hora “H”, e você não quer isso, certo?

Água tônica

Durante o jantar, na hora de escolher a bebida, esqueça a água tônica, a não ser que queira dar uma brochada, e isso porque, na maioria das vezes, a bebida contém quinino, ligada à disfunção.

Alcaçuz

Não abre mão de uma sobremesa? Então, ótimo, mas nada de pedir qualquer doce que contenha alcaçuz, pois ela tem propriedades calmantes e tudo o que não quer é ficar “calmo” demais, não é mesmo?.

Cachorro-quente e Batata-frita

Não quer jantar, prefere um fast food para não perder muito tempo? Então, a dica é fugir de cachorro-quente e batata-frita, pois esses alimentos possuem muita gordura saturada, por serem alimentos processados, o que pode arruinar a noite a dois.

Laticínios

Vai só de tira-gosto? Ótimo, mas fique bem longe dos laticínios e embutidos. Laticínios como queijo, por exemplo, são conhecidos por serem “assassinos” da libido, por serem congestionantes e produtores de muco e, claro, que você não vai querer colocar tudo a perder.

Tudo Sobre Impotência Masculina

O que é impotência ou disfunção erétil?

É a incapacidade de obter ou manter a ereção do pênis com rigidez necessária para uma relação sexual satisfatória para ambos os parceiros.

Esta incapacidade deve ocorrer com uma frequência de pelo menos 50% das tentativas. Episódios isolados de incapacidade ou “falhas” não caracterizam a impotência.

Como diagnosticar?

 

Falhas eventuais ocorrem a qualquer homem pelo menos uma vez na vida. Mas quando é frequente, lembre-se que a causa pode ser um problema circulatório que impede a irrigação do pênis e que pode oferecer outros fatores de risco à sua saúde.

Procure um profissional da área (urologista), que através das suas informações e exames poderá lhe dar um diagnóstico preciso.

Quais são as causas?

As causas são bem variadas e podem ser físicas e orgânicas (85% dos casos):

  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Uso abusivo de álcool
  • Tabagismo (fumo)
  • Uso de drogas
  • Distúrbios hormonais (queda de testosterona por exemplo)
  • Doenças neurológicas (mal de Parkinson por exemplo)
  • Doenças vasculares
  • Obesidade
  • Consumo prolongado de alguns medicamentos
  • Fibrose dos corpos cavernosos (mais raro)
  • Psicológicas ou emocionais:
  • Traumas (histórico de abuso sexual, acidente, morte familiar, falência etc.)
  • Fracasso sexual. (Episódio isolado)
  • Autoestima baixa (muitas vezes baseadas em padrões estéticos exagerados)
  • Conflitos amorosos (relacionamentos conturbados).

Tem tratamento?

A medicina avançou bastante nesta área. Especialistas arriscam em afirmar que só sofre com a disfunção erétil quem quiser.

Qualquer tratamento deve ser indicado pelo médico.

  • Medicamentos orais

Geralmente esta é a primeira opção usada pelos médicos. Os medicamentos orais como o Tittanus melhoram o fluxo do sangue facilitando a irrigação do pênis propiciando a ereção. Devem ser ingeridos antes da relação (em média 2 horas) e variam quanto ao seu tempo de ação.

  • Injeção intra-cavernosa

Esta opção é indicada quando os medicamentos orais não surtem efeito. A medicação é injeta diretamente no pênis, estimulando a circulação rapidamente. O tempo de duração varia de acordo com a dose.

  • Prótese peniana maleável

Este é um tratamento mais complexo pois requer intervenção cirúrgica. A maleável é a mais simples e tem um custo considerado baixo. É introduzido uma haste metálica (envolvida em silicone) no pênis que lhe oferece uma ereção rígida 100% do tempo.

  • Prótese peniana inflável

Neste caso é introduzido cilindros no pênis que se ligam a uma “bombinha” com líquido (que simula o sangue). Esta prótese é acionada no momento que o paciente deseja a ereção e o pênis retorna ao estado flácido quando pressionado para baixo.

  • Terapia

Quando a causa for psicológica, certamente seu médico vai lhe encaminhar para um terapeuta, como você pode ver no vídeo abaixo: